|-Turismo

Por: Célia Braga

|-Brasil

|- Vai viajar?

 

Viajar é se expor a incertezas: você conhece lugares, gente e línguas novas, anda por ruas desconhecidas, se aventura de mil maneiras. O imprevisto pode fazer parte das histórias para contar na volta.

 

 

Para que estas histórias sejam engraçadas ou dramáticas depende, em grande parte, de um bom planejamento. Confira alguns lugares maravilhosos para você viajar.

 

|-Atol das Rocas | Natal

GWC | Turismo - Atol - Brasil

Devido à pouca profundidade de suas águas, a navegação nesse trecho da costa é muito perigosa. Os acidentes marítimos em Rocas eram frequentes e, no final do século XIX, no dia 19 de novembro de 1881 iniciou-se a construção do primeiro farol do Atol das Rocas, na ilha atualmente conhecida como Ilha do Farol (Rodrigues, 1940 e Andrade, 1959, citados por Kikuchi, 1999).
 

O Atol das Rocas é protegido por uma reserva biológica. É a primeira reserva Biológicar marinha do Brasil.

 

Sua criação deu-se através do Decreto-lei N.º 83.549, de 5 de junho de 1979.

 

Sua gestão cabe atualmente ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e as únicas atividades humanas permitidas em seu interior são aquelas relacionadas à pesquisa científica.

| - Atol da Rocas

 

O primeiro mapa que mostra o Brasil conquistado pelos portugueses, o Planisfério de Cantino, de 1502, já registrava a existência do Atol das Rocas.

 

Uma outra menção a Rocas é atribuída ao Almirante Dario Paes Leite, que descreveu o naufrágio de uma das naus da expedição liderada pelo navegador português Gonçalo Coelho à costa do Brasil, em 1503.

   

Apesar de ser conhecido desde o século XVI, o primeiro mapa detalhado de Rocas surgiu apenas em 1852, desenhado pelo Capitão-Tenente Phillip Lee, com a denominação de Baixo das Rocas ou Baixo das Cabras. Rocas aparece caracterizado como atol em 1858, num levantamento batimétrico feito pelo Comandante Vital de Farias. O primeiro naturalista a mencionar Rocas foi Jean de Léry, em 1880.

GWC | Turismo - Atol - Brasil

|-São Luiz do Maranhão

GWC | Turismo - São Luiz do Maranhão - Brasil

Em seguida, foi colonizada pelos portugueses. Área: 827,1 km², Tempo: 30 °C, vento NE a 24 km/h, umidade de 70%, Hora local: domingo, 12:52, População: 958.545 (2010) Organização das Nações Unidas. Universidade: Universidade Federal do Maranhão.

|- São Luís-Brasil

            

Município no Maranhão - São Luís é um município e a capital do estado do Maranhão, no Brasil.

 

É a única cidade brasileira fundada por franceses, no dia 8 de setembro de 1612, tendo sido posteriormente invadida por holandeses.

GWC | Turismo - São Luiz do Maranhão - Brasil

|-Mundo

|-Mountain View - California

|-Mountain View é uma cidade localizada no estado norte-americano da Califórnia, no condado de Santa Clara. Foi incorporadaem 7 de novembro de 1902. É uma das maiores cidades do Vale do Silício e, por conseqüência, sede de várias companhias de grande porte. Google, Red Hat, Mozilla Foundation/Mozilla Corporation, AOL, Yahoo! e divisões da Microsoft (MSN, MSN Hotmail, Xbox) são algumas das companhias sediadas na cidade.

GWC | Turismo | Mountain View - California

Mountain View é uma das principais cidades que compõem o Vale do Silício, e tem muitas empresas notáveis do Condado de Santa Clara sediadas lá ou com uma grande presença. 

 

A sede corporativa do Google, o Googleplex, está localizado em Mountain View, assim como a Mozilla Foundation e sua subsidiária Mozilla Corporation. Outra grande empresa com sede corporativa na cidade é a empresa de software Symantec.

 

GWC | Turismo | Mountain View | É uma das maiores cidades do Vale do Silício | Miramar Capital
GWC | Turismo | Mountain View | É uma das maiores cidades do Vale do Silício

|-Guayaquil | Equador: Cidade: Santiago de Guayaquil

GWC | Turismo | Guayaquil | Equador

Canto superior esquerdo: vista noturna do farol em Santa Ana Hill, em cima à direita: vista de Malecon Simon Bolivar, centro da cidade, de Santa Ana Hill, canto superior direito: Catedral Metropolitana de Guayaquil, meio à esquerda: escritório municipal de Guayaquil, meio à direita: Vista da Avenida Nueve de Octubre de Malecón 2000, à esquerda: Vista das colinas de El Carmen, à direita: Rio Guayas e Ponte Unida Nacional de Guayaquil (Puente Unidad Nacional)

Canto superior esquerdo: vista noturna do farol em Santa Ana Hill, em cima à direita: vista de Malecon Simon Bolivar, centro da cidade, de Santa Ana Hill, canto superior direito: Catedral Metropolitana de Guayaquil, meio à esquerda: escritório municipal de Guayaquil, meio à direita: Vista da Avenida Nueve de Octubre de Malecón 2000, à esquerda: Vista das colinas de El Carmen, à direita: Rio Guayas e Ponte Unida Nacional de Guayaquil (Puente Unidad Nacional).

GWC | Turismo | Guayaquil | Equador

|-La Paz

La Paz (pronunciado em português europeu: [la paʃ]; pronunciado em português brasileiro: [la pas]; pronunciado em castelhano: [la pas]; em aimará-Chuqi Yapu) é a capital federal da Bolívia e a 3ª cidade mais populosa do país.

 

Localiza-se no oeste do país, a 3 700 metros de altitude.

 

Tem aproximadamente 2 087 597 habitantes. Embora Sucre continue legalmente a ser a capital do país, La Paz é a sede do governo da Bolívia desde 1898. E é ainda capital do departamento com o mesmo nome.

 

A cidade de Nuestra Señora de La Paz (ou simplesmente "La Paz") foi fundada em 20 de outubro de 1548, pelo capitão espanhol Alonso de Mendoza, no local em que, atualmente, se situa a comunidade de Laja.

 

A fundação da cidade ocorreu por ordem de Dom Pedro de La Gasca, Vice-Rei do Peru naquela oportunidade, em celebração da restauração da paz naquele Vice-Reino. Coincidiu tal fato, assim, com o aniversário de um ano da histórica Batalha de Huarina, em que se enfrentaram os seguidores de Gonzalo Pizarro e Diego de Almagro, em guerra civil deflagrada pela insurreição de Pizarro diante de Blasco Nuñez Vela, primeiro Vice-Rei do Peru.

 

Dois dias após a fundação de La Paz, dirigindo-se o capitão Mendoza ao vale de Chuquiagu, nas proximidades de Laja, onde lhe pareceram o clima e a geografia mais propícios ao estabelecimento urbano – fatores estes, favorecidos, ademais, pela presença do rio Choqueyapu, rico em ouro–, decidiu-se pela transferência da cidade recém-fundada a este novo sítio, local onde se encontra até os dias atuais.

 

Sete anos após, foi enviado a La Paz, por determinação de Carlos V, Rei da Espanha, o atual escudo de armas da cidade, em que se lê a inscrição "Los discordes en concordia, en paz y amor se juntaron y pueblo de paz fundaron para perpetua memoria" ("Os discordantes em concórdia, em paz e amor se juntaram e povoado de paz fundaram para perpétua memória").

 

 

La Paz está entre um vale profundo rodeado por montes e montanhas de grande altitude pertencentes à Cordilheira dos Andes; entre a elevada Meseta andina e os vales mais baixos. A parte sul (Zona Sur) tem uma geografia similar, com montes menos elevados e encontra-se a menor altitude que o resto da área urbana. Na Cordilheira dos Andes (a este da cidade) encontra-se o Illimani (6.465 msnm), cuja silhueta formou o emblema da cidade desde a sua fundação.

GWC | Turismo | La Pas

|-Viena

 

Viena é cidade com melhor qualidade de vida do mundo. Capital austríaca conquista título pela nona vez seguida em ranking internacional. 

Pela nona vez seguida, Viena pode se orgulhar do título de cidade com a melhor qualidade de vida do mundo, aponta um estudo realizado pela consultoria Mercer e divulgado nessa terça-feira, 20/3/2018

viena345.jpg
GWC | Turismo -Viena

Com 1,8 milhão de habitantes, a capital austríaca ostenta uma cena cultural vibrante, oferece assistência médica ampla e custos moderados de habitação.

|-África

GWC | Turismo

Foto:  Passaporte Mundo

|- Um país Mágico: África

 

REQUISITOS DE ENTRADA: Um passaporte e visto, que deve ser obtido antes, e um Certificado Internacional de Vacinação, são exigidos. Pessoas que chegam sem vistos estão sujeitos a eventual detenção e / ou a deportação.

 

Viajantes internacionais cujos cartões de vacinação não mostrar vacinar contra febre amarela e cólera podem ser objeto de vacinação involuntário e / ou pesadas multas.

GWC | Turismo

Os visitantes permanecem em Angola, para além da sua duração visto autorizadas estão sujeitas a multas e prisão possível.

 

Angola está em processo de desenvolvimento do setor de turismo. monumentos naturais, vale a pena incluir na sua lista Pungo Andongo, Alto Hama, Monte Belo, Quedas de Kalandula, Talo Mungongo e Ebo.

GWC | Turismo
GWC | Turismo

Foto: Fatos Desconhecidos

|-Portugal

GWC | Turismo - Algaver - Portugal

Ainda assim, poderá evitar as multidões e visitar as pitorescas aldeias piscatórias ou as colinas do interior, com o seu modo de vida rural e vegetação selvagem.

 

Séculos de ocupação árabe, visível nas ruelas estreitas e na arquitetura das casas, muitas das quais com chaminés de diferentes formas e design geométrico.

|- Portugal | Algarver

 

Algarve - O mais completo guia turístico da costa algarvia.

 

O clima ameno durante todo o ano, a costa repleta de praias magníficas banhadas pelo Atlântico e a diversidade de alojamento, vida noturna e desporto fazem deste local um destino perfeito para as famílias.

Praia-da-Marinha gwc rtbg.jpg

|-Japão

GWC | Turismo - Japão

Certo dia, Amatsugami (Deus do Céu) deu a 'Izanagui' uma arma enfeitada e confiou-lhe a tarefa de criar o Japão. Então, 'Izanagui' e sua esposa 'Izanami' dirigiram-se para a 'Ponte do Céu' e no meio dela pararam para observar a terra viscosa lá em baixo.

 

Logo Izanagui esticou o braço e enfiou sua arma sagrada dentro da lama remexendo-a. Quando retirou a arma caíram algumas gotas de lama da ponta, que logo cristalizaram-se em sal e por sua vez transformaram-se em uma ilha.


Vendo a ilha que acabaram de criar, 'Izanagui' e sua esposa 'Izanami' atravessaram a 'Ponte do Céu' e desceram aqui para a terra, onde fizeram um acordo entre si para criar novas ilhas, dando assim origem ao arquipélago japonês.

|- A Lenda sobre a criação do Japão


Conta uma lenda escrita no mais antigo livro do Japão o Kojiki, que no princípio do mundo o céu e a terra separaram-se e entre eles surgiu o 'Takama-no Hara' (Terra dos Deuses), e ali nasceram diversas divindades que passaram a habitar o território sagrado.

 

A terra ainda não estava solidificada mais parecia-se a um pantanal de lodo, onde cresciam arbustos e ervas daninhas.

 

E em meio a tudo isso, nasceram outros deuses e entre eles o casal 'Izanagui e Izanami', criadores do arquipélago japonês.

GWC | Turismo - Japão

|-Bulgária

|- A Bulgária

 

 Oficialmente República da Bulgária é um país dos Balcãs, limitado a norte pela Romênia, a leste pelo Mar Negro, a sul pela Turquia e pela Grécia e a oeste pela Macedônia e pela Sérvia. Sua capital é Sófia. Faz parte da União Européia desde 1 de janeiro de 2007.

GWC | Turismo - Bulgária

A música tradicional da Bulgária, tal como a dança e a roupas búlgaras, varia em função da região de onde vem.

 

Geralmente, é difícil um cantor de uma região cantar música de outra região, tendo em conta a diversidade e a variação de sons e a sua emissão específica.

bulgaria2.jpg
GWC | Turismo - Bulgária

|-Itália | Toscana

GWC | Turismo - Toscana

|- Toscana

            

Mesmo para quem não pensa em fazer uma viagem de cunho cultural, a Toscana é, além de bela, literalmente saborosa.

   

Utilizando o mapa ao lado você pode entender melhor a região e começar a organizar sua viagem. A Toscana é servida por ótimas estradas e por um transporte público eficiente.

GWC | Turismo - Toscana

É uma deliciosa experiência percorrer a Toscana pelas estradinhas que cortam olivais, vinhedos e bosques de ciprestes, atravessar vales e colinas, desfrutar de bucólicas paisagens que inspiraram tantos artistas e surpreender-se com uma sucessão de minúsculos vilarejos de ar ainda medieval.

Hoje, provavelmente não há outro lugar no mundo com tal concentração de obras de arte medievais e renascentistas - pinturas, esculturas e impressionantes preciosidades arquitetônicas.

GWC | Turismo - Toscana

 A melhor opção para quem não tem muito tempo é utilizar Florença como base. A cidade fica no centro da região Toscana e de lá há trens e ônibus para todos os lugares.  

 

Os principais pontos de interesse são tão próximos entre si que os mais apressados podem visitar mais de uma cidade por dia. Com justa razão, a Toscana é uma das regiões da Itália mais visitadas por gente do mundo inteiro.

 

Nela ficam muitas das mais belas e interessantes cidades italianas, como a esplêndida Florença (a capital regional), Siena, Pisa, Lucca e San Gimignano, todas repletas de obras de arte.

|-Índia

GWC | Turismo - Índia

O Taj Mahal é também conhecido como a maior prova de amor do mundo .

   

Grande parte da arquitetura indiana, incluindo o Taj Mahal e outras obras da arquitetura mogol e do sul da Índia, combina antigas tradições locais com estilos importados de outras nações.

 

A arquitetura vernacular, no entanto, é altamente regionalizada.

  |- Taj Mahal - Índia

 

É um mausoléu situado em Agra, uma cidade da Índia e o mais conhecido1 dos monumentos do país. Encontra-se classificado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

 

Foi recentemente anunciado como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

GWC | Turismo - Índia